Yahoo abandona buscas de vez e foca na criação de conteúdo exclusivo

Esqueça pesquisa. O futuro da Yahoo é o conteúdo. O Yahoo perdeu para o Google na guerra das buscas e isso já era evidente antes da feira de tecnologia CES 2014. Mas a CEO Marissa Mayer revelou um novo foco para a empresa durante sua palestra na terça-feira (7) no evento que acontece em Las Vegas nesta semana.

"Fundamentalmente, quando você olha para o Yahoo você vê cerca de quatro áreas principais: pesquisa, comunicações, revistas digitais e vídeo. Estas são quatro coisas que as pessoas têm como parte de seus hábitos diários."

Marissa fez uma série de anúncios sobre novos produtos da Yahoo ligados a essas áreas centrais. Durante a apresentação, ela respondeu a algumas perguntas como: por que diabos a empresa quer contratar uma âncora de TV e um ex-colunista de tecnologia do New York Times?

 

 

Onda de conteúdo

Kate Couric está liderando entrevistas e conteúdo original para aplicativos móveis do Yahoo, enquanto David Pogue vai ficar à frente da "revista digital", a Yahoo Tech - uma das primeiras que o Yahoo vai lançar este ano.

A empresa também arrematou nomes como Nick D' Aloisio, CEO adolescente que ganhou as manchetes quando a gigante, no ano passado, adquiriu o app Summly e a sua tecnologia de sumarização. O Summly agora está dentro de um novo aplicativo que Marissa revelou na CES: o Yahoo News Digest.

O News Digest oferece dois resumos diários de notícias sobre eventos atuais para os usuários, um de manhã e outro à noite, e impulsiona o conteúdo de toda a web - tweets, fotos, infográficos, mapas, e assim por diante - para tornar as histórias mais visualmente atraentes.

D'Aloisio disse que esse aplicativo é o melhor de ambos os mundos tecnologia e jornalismo, porque "as histórias são produzidos por meio de algoritmos, mas editorialmente curadas."

O News Digest não é um conceito único. Apps como Circa têm tentado nos últimos anos acabar com a sede dos leitores por conteúdo extremamente curtos, mas de alta qualidade. Mas os esforços de notícias do Yahoo precisavam de um tiro no pé: o News Digest é a sua tentativa de permanecer relevante no mundo da informação de tamanho reduzido.

Enquanto notícias de 140 caracteres estão em ascensão, os leitores também têm sede de histórias visualmente chamativas e mais longas - que é onde novas as revistas digitais do Yahoo pretendem competir. 

Marissa contratou grandes nomes jornalistas como Pogue para o Yahoo Tech, que foi lançado na terça-feira, juntamente com o Yahoo Food. Tal como acontece com o News Digest, o conceito de uma revista de nicho digital não é nada revolucionário, mas dá ao Yahoo a oportunidade de aproveitar a onda de popularidade de aplicativos como o Flipboard.

Pogue chamou o Yahoo Tech como um site de tecnologia para "pessoas normais" que não vivem em San Francisco ou Nova York, na esperança de atrair usuários comuns que não seguem blogs de tecnologia.

Foco na publicidade

As revistas digitais do Yahoo, como o restante dos produtos, são gratuitos, mas tudo bem: o Yahoo tem um plano totalmente novo para a publicidade. As revistas irão incorporar anúncios nativos, a empresa tem um novo gerente de publicidade e troca de anúncios para as empresas, e os anúncios no Tumblr estão prestes a ficarem mais sofisticados.

O CEO do Tumblr, David Karp, se juntou a Marissa para falar sobre como a  tecnologia de anúncios do Yahoo irá melhorar o poder de anúncios do site de micro-blogging, e aumentar o alcance de posts patrocinados no Tumblr (que são compartilhados em uma média de 10 mil vezes). O que isso significa para os usuários? Adivinhou: anúncios altamente segmentados, e muito mais deles na sua tela.

O Yahoo disse que pesquisa ainda é uma parte essencial de seus negócios, e Marissa começou sua palestra anunciando a aquisição da Aviate, que usará a localização do seu telefone e sua rotina diária para exibir os aplicativos que você mais usa.

"Acreditamos que telas iniciais devem ser mais inteligente e mais personalizadas", disse a CEO. "Imagine que o seu telefone pode fornecer a experiência certa para você, na hora certa, em vez de você ter que procurá-la." Um bom exemplo seria um aplicativo de fitness que aparece quando você está na academia.

Isso não é exatamente uma busca ativa, mas vamos ser honestos: a empresa sob o comando de Marissa está no caminho de se tornar uma empresa de conteúdo e publicidade. 

Anúncios sempre foram a chave para o negócio do Yahoo, mas se a empresa puder casar publicidade com conteúdo original de uma forma que não irrite os leitores, a empresa poderia se tornar mais do que apenas um site que você visita para ver ações e esportes, antes de ir para outras partes da Internet.

 

Fonte: IDGNow - 08/01/2014

  • Google+
  • Google+
  • Facebook

MKTEAM Todos os direitos reservados. E-commerce - Comércio Eletrônico - Marketing
Rua Alvarenga, 718 Sala 21 - São Paulo - SP - CEP 05509-001 - Tel.: 11 3031-8788

Graac